Contra a privatização da CAGECE, privatizar faz mal ao Ceará!

Contra a privatização da CAGECE, privatizar faz mal ao Ceará!

my-portfolio

O governo Temer, com o apoio de Camilo e Roberto Claudio querem privatizar a CAGECE. Eles utilizam o cínico argumento de que ajudará a “universalizar ...

Novo presidente do Senado, Eunício Oliveira, é eleito para continuar ataque aos trabalhadores
Eunicio Oliveira emite parecer favoravel contra a saúde e a educação
A vida das Trans e Travestis importam!

O governo Temer, com o apoio de Camilo e Roberto Claudio querem privatizar a CAGECE. Eles utilizam o cínico argumento de que ajudará a “universalizar o saneamento básico no estado”. A verdade é que eles querem passar o patrimônio público para que os ricos possam lucrar com ele a custa de tarifas mais caras e muitas vezes de uma qualidade questionável.

A empresa de saneamento do Ceará não é a única na mira das privatizações. Eles estão entregando para a iniciativa privada tudo o que podem. Camilo anunciou no ano passado a privatização de vários ativos do Estado como Castelão, o Complexo Industrial Portuário do Pecém, linhas do metrô e até o inacabado aquário publico. Recentemente Temer entregou para uma empresa francesa o aeroporto de Fortaleza. Sem falar na privatização acelerada da Petrobrás no país que tem impactos no estado, reflexo disso foi o fechamento da usina de biodiesel de Quixadá, deixando mais de uma centena de trabalhadores desempregados e vários pequenos agricultores com sua produção perdida.

Eles tentam nos fazer acreditar que a empresa dá prejuízo ao Estado e que o serviço pode melhorar se colocarem na mão da iniciativa privada. Tentam passar a ideia que o Estado não tem como investir em determinado serviço publico e que a “parceria” do setor privado vai ajudar a garantir os investimentos. Mas isso é tudo mentira. O que ocorre de verdade, quando se privatiza uma empresa como a CAGECE é que o serviço passa a ser usado para dar lucro para algum empresário. Tudo é feito com o objetivo de conseguir lucro, não de atender a população. Os empresários que ganham as licitações não são investidores, na verdade eles que conseguem grandes quantias de bancos públicos (como o BNDES) para realizar o serviço que deveria ser do Estado.

É preciso lutar contra a privatização. Nenhum empresário vai administrar o patrimônio público pensando no bem estar social. Nada de bom virá da privatização da nossa água e saneamento. Os trabalhadores precisam enfrentar nas ruas os ataques de Temer, Camilo e Roberto Claudio. Precisamos de uma greve geral para colocar para fora todos aqueles que governam contra os trabalhadores e para barrar os ataques aos nossos direitos e ao patrimônio publico.